Wednesday, October 29, 2008

Chuva

Se das nuvens nos precipitamos fragmentados em queda livre sem alvo certo, espero que caia em um jardim e brote numa flor. Que viva com ela até que o tempo a seque e leve sua alma então perfumada à nuvem onde estarei esperando.



_______________________________________


É toda vez que caímos no chão que olhamos para o céu lá no alto e acordamos para seu azul como se fosse a primeira vez.
Amor é nuvem que o vento modela.

3 comments:

Isa Dora said...

Muito lindo, muito lindo. Só digo q é lindo, nao há mais o que comentar. Poesia assim, tão singela e linda, e profunda, nao é pra qquer um.

Um beijo.

- Lady said...

Bano!

Voltar a postar é o mesmo que voltar a viver!
Fico feliz que tenhas deixado o passado ir, assim como os posts que se passaram!

Espero um dia fazer o mesmo!

Danielle Cerqueira said...

'amor é nuvem que o vento modela..'

nem precisa dizer mais nada!